Arquivo | 19:26

Promoção “Coleção dos Sonhos” – Múltiplos Eus+Unik: Resultado

14 jun

Primeiramente, gostaria de agradecer à todas as meninas que se empenharam em fazer suas coleções, vocês foram muito criativas MESMO. Gostei de ver o esmero na descrição dos modelos e no conceito das coleções, fizeram até cartela de cores!

Foi uma tarefa muito difícil escolher a vencedora. Nós, os “jurados”, trocamos vários e-mails até chegar a um consenso. Também queria dizer que, quem não ganhou agora, não se preocupe, pois virão muitas promoções por aí!

Mas sem mais delongas, eis a nossa “Coleção dos Sonhos” vencedora:

MELISSA VINTAGE DREAMS

A ideia é que os sapatos sejam inspirados em algumas das principais tendências de moda que mudaram a cabeça das garotas – e o mundo – durante o século XX. Uma coisa com a qual eu achei interessante trabalhar foi com a textura dos sapatos, algo que eu acho que a Melissa deveria aproveitar mais e mais, uma vez que o plástico oferece tantas possibilidades! Vamos lá:

Melissa Flapper – inspirado nas melindrosas. Sapato tipo Chanel (um scarpin aberto atrás, com tira no tornozelo), com salto fino médio (4 cm). O bico é fino, mas não muito longo. A parte frontal cobre completamente os dedos e possui ainda tiras no formato “T” (como da Vinyl e da Mary Jane). A ponteira e o salto são da mesma cor, diferente do restante do sapato; a ideia é de um sapato mais sério, que vai ao trabalho. Cores: vermelho com ponteira branca, preto com ponteira branca, branco com ponteira preta, rosa com ponteira vermelha e dourado com ponteira “café”.

Melissa Pin Up – não, não é igual à Melissa Pin Up já existente! Um peep toe sexy, inspirado nas pin ups. Salto fino de 9 cm e meia-pata interna de 2 cm. O bico é afunilado, tendendo para o formato amêndoa, com peep toe. O formato do sapato é levemente semelhante ao da Lady Dragon, mas, ao contrário desta, a parte de trás é completamente fechada. O sapato inteiro (exceto o salto) é confeccionado em plástico transparente rendado (plástico levemente colorido, na mesma cor da renda), como nas Glams rendadas. Todos têm sola vermelha, à la Louboutin. Cores: preto, vermelho, vinho, roxo e bege “nude”.

Melissa Flower Power – inspirado nos hippies. Sapatilha com discreta plataforma interna em toda a extensão do sapato, sendo a parte mais alta atrás (2,5 cm). Em toda a extensão da plataforma, próximo à sola, há uma aplicação de material que imita fibra natural (bege). O bico é redondo e cobre completamente os dedos. Todo o sapato tem estampa floral, imitando tecido, e uma tira em tecido no mesmo padrão do sapato é passada no tornozelo, permitindo diferentes amarrações. Cores: azul pastel, verde pastel, rosa pastel, lilás “lavanda” e marrom.

Melissa Punk Dream – um novo oxford: nada de Joy, nem de Troupe! Com salto do tipo bloco (8 cm), bico arredondado largo (do tipo de coturnos) e cadarço no mesmo material do da Joy. O cano possui o comprimento de uma “ankle boot”. A sola é mais grossa (cerca de 1,5 cm) e possui um relevo de “pneu”, como nos coturnos. Além disso, possui um zíper metálico, na cor prata (que, evidentemente, não deve abrir) que passa por toda a parte inferior do sapato, saindo do topo do salto, na parte traseira, e contornando até a ponta, próximo da sola. (lindo, tô quase querendo mandar fazer o meu sapato! hahaha.) Cores: preto, cinza, cinza metalizado, roxo-uva, verde-exército e rosa.

Melissa Music – inspirado na Madonna! uhu! Salto anabela altíssimo (10 cm atrás, 2 cm na frente) e bico arredondado com peep toe; além do peep toe, o sapato tem um decote bem fundo, deixando ver o “comecinho” dos dedos. De uma maneira geral, pode ser comparado à Kali; mas, ao contrário desta, a ideia é ter um ar “pop-disco”. Esse detalhe fica evidente graças à cartela de cores: azul metalizado, rosa metalizado, cinza metalizado, cinza-chumbo (quase preto) metalizado e roxo metalizado.

E a idealizadora desta linda coleção é a Letícia!

Parabéns, Letícia! Nós amamos o conceito, o nome dos modelos e a ideia por trás de cada um! Queria muito que essas Melissas realmente existissem…

Aliás, espero que a Grendene dê uma espiada por aqui, pois muitas gurias descreveram modelos maravilhosos de serem produzidos!

Beijão!

P.S. Letícia, entraremos em contato contigo por e-mail, e mais uma vez, parabéns!

Update

Fiquei tão ansiosa para divulgar o resultado pra vocês que esqueci de agradecer quem tornou esta promoção possível! Obrigada Monica, tu és uma fofa, tri atenciosa e paciente comigo! Beijão, querida. 😉

Anúncios

O charminho das irmãs Lisbon

14 jun

O esmalte da semana é o Charminho Lilás, da coleção Penélope Charmosa da Risqué. Logo que eu comprei, achei a cor linda, e não via a hora de passá-la nas unhas. Sábado fui na manicure e… Bem, na hora eu achei tão mulherzinha… Se bem que não dá para esperar outra coisa de uma coleção com esse nome, né? 😀

Olha o resultado nas unhas:

Mas o tempo foi passando – sim, três dias – e hoje posso dizer que gostei da cor! Achei ela bem fofa, mas tive que passar três camadas para conseguir este resultado, pois odeio quando o esmalte deixa a ponta da unha meio transparente!

Bom, mudando de assunto, a dica de leitura de hoje é As Virgens Suicidas, de Jeffrey Eugenides. Vocês já devem ter visto ou ouvido falar do filme homônimo – maravilhoso – dirigido por Sofia Coppola. Eis então o livro que inspirou Sofia:

A história se passa em uma pequena e conservadora cidade americana na década de 1970, e gira em torno da vida de cinco belas irmãs (as Lisbon) reprimidas pela educação rígida dos pais – Therese, Mary, Bonnie, Lux e Cecilia. Quando uma delas tenta suicídio, seus pais tentam integrá-las na comunidade.

No entanto, a personagem (Cecilia) consegue realizar seu intento, deixando todas as irmãs em profunda depressão, embora hajam de formas diferenciadas. Lux, aproveitando a “liberdade” concedida pelos pais, acaba perdendo a virgindade com o playboy Trip Fontaine, que acaba abandonando-a no local.

Esta chega em casa já pela manhã, e separada das irmãs, o que faz os pais trancarem-nas em casa, recrudescendo a já rígida educação moral das meninas. Nesse meio tempo, elas são observadas pelos garotos do bairro, que se comunicam com elas através de músicas tocadas pelo telefone.

Bom, o final eu deixo para quem ler o livro, mas o título já prenuncia em que ele consistirá…

Beijos!